ISF de Natação: Brasília se destaca e conquista medalha!

No maior evento escolar mundial de Natação (O International School Championship Swimming da International School Sport Federation ISF!) realizado no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro,atletas de Brasília levaram medalhas!

 

Em mais um evento internacional realizado pela CBDE - Confederação Brasileira do Desporto Escolar em nosso país, não tinha como ser diferente: Brasil Campeão Geral Feminino e Masculino!

E o Distrito Federal teve participação direta nessa conquista! As nadadores Aimê Louise e Fernanda Celidônio, arrebentaram! Medalhistas de destaque que certamente continuarão nessa jornada de sucesso no ingresso das disputas do universitário e alto rendimento! Parabéns aos técnicos, escola em que estudam e, principalmente, seus pais! O sucesso é um somatório de forças! Haja orgulho pra nossa cidade!

Federação Regional do Desporto Escolar do Distrito Federal, o esporte de Brasília começa aqui!

CBDE, somos o Desporto Escolar!

Marcado sob

Itens relacionados (por marcador)

  • Adiamento de Tóquio 2020 por causa do coronavírus dá esperança para Rússia

    A pandemia do coronavírus não poupará ninguém do esporte. Os jogos foram suspensas, atletas e torcedores foram para casa e a indústria do esporte parou. Até a Olimpíada, que só não aconteceu por causa das grandes guerras foi adiada. E esse adiamento devolve uma esperança perdida que pela Rússia, a de participar do principal evento esportivo do planeta. No dia 9 de dezembro, a Agência Mundial Antidopagem (WADA) castigou a Rússia.

     

    @leiemcampo... - Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/colunas/lei-em-campo/2020/04/14/adiamento-de-toquio-2020-por-causa-do-coronavirus-da-esperanca-para-russia.htm?cmpid=copiaecola

    Segundo a investigação, o esquema estatal de doping abrangeu, entre outros eventos, os Jogos Olímpicos de Londres 2012 e Sochi 2014 (inverno), as Universíadas e os Mundiais de atletismo de 2013.

    Com o adiamento dos jogos de Tóquio para 2021, o ministro russo do esporte afirmou na semana passada que as autoridades internacionais devem "virar a página" e anular o castigo imposto ao país de exclusão dos Jogos.

    "O mundo está parado, está isolado, está em casa. Agora, existem outras prioridades e há problemas que passam para segundo plano. A prioridade é o futuro do movimento olímpico e esta sanção prejudica muito isso. É altura de virar a página e a Rússia está disponível para receber e organizar vários eventos internacionais quando isto tudo terminar", disse Oleg Matytsin.

    Com a nova data para os jogos, a Rússia ganha tempo para defesa, mas segue em situação complicada. A comprovação do esquema de doping ficou clara, a a falta de colaboração do país também foi comprovada. Além disso, a punição por doping tem dois princípios importantes.

    O primeiro é o do jogo limpo, que garante a igualdade entre os competidores.

    Outro, a função pedagógica, se pune para dar o exemplo daquilo que não é tolerado pelo movimento esportivo.

    A Rússia já recorreu da decisão da WADA ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), o julgamento estava previsto para o final de abril.

    Em março, o TAS se manifestou sobre o caso.

    O Tribunal anunciou que a audiência de apelação não será ouvida em público com a alegação de que "não existe um acordo entre todas as partes envolvidas". A WADA queria que a audiência fosse pública.

     

    Entenda o caso

    Em setembro de 2019, a WADA abriu um procedimento formal de conformidade após a descoberta de "inconsistências" nos dados fornecidos pela agência de dopagem do país, a Rusada.

    A WADA deu à Rússia três semanas para explicar. Como resultado, os atletas russos ficaram de fora do Campeonato Mundial de Atletismo em Doha pelo órgão governamental do esporte, a IAAF.

    A determinação da Agência Mundial para ter acesso aos dados armazenados no laboratório russo estava entre as principais condições para o fim da suspensão da Rusada pela política de doping coletivo, mas as promessas não foram cumpridas.

    E, para complicar ainda mais, depois foi descoberto que os dados entregues para a agência antidoping foram manipulados, prejudicando as amostras e fazendo com que novos casos de doping baseados nos dados fossem descobertos.

    Os atletas que puderem provar que não estão contaminados pelo escândalo de doping poderão competir quando os eventos internacionais forem retomados sob uma bandeira neutra.

    Um total de 168 atletas russos competiu sob uma bandeira neutra nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 em Pyeongchang depois que o país foi banido após os Jogos de 2014, sediados em Sochi. Os atletas russos conquistaram 33 medalhas em Sochi, 13 das quais eram de ouro.

    Fonte: UOL - @leiemcampo

  • Mundial de Vôlei de Praia San Vitor Lo Capo Itália 03/10 a 10/10

    Mundial de Vôlei de Praia San Vitor Lo Capo Itália 03/10 a 10/10 Nascidos entre 2001 a 2006.

    Procure a Federação do seu estado e faça já a inscrição dos atletas da sua escola.Acesse o site da CBDE-Brasil e veja o guia das federações: https://www.cbde.org.br/cbde/federacoes/

  • Cerimônia de Premiação dos Jogos da FRDEDF de 2019

    Com a presença de grandes autoridades distritais e federais, foi realizada na noite desta segunda-feira, dia 12/08/2019, a Cerimônia de Premiação dos Jogos da FRDEDF de 2019! Foram premiadas com troféus e medalhas as quatro equipes melhores classificadas em cada modalidade e gênero.

     

     

    Também receberam mini troféus os destaques individuais (artilheiro, melhor jogador, goleiro menos vazado, melhor técnico). Por fim, os eleitos como Seleção Escolar Distrital foram homenageados com um belo diploma de reconhecimento e honra ao mérito.

    A festa ocorreu no teatro do Colégio Marista de Brasília Ensino Médio (Maristão), que mais uma vez, gentilmente foi o anfitrião de nossas ações.

    Em breve todas as imagens da cerimônia e o resultado final da competição.

    Federação Regional do Desporto Escolar do Distrito Federal e Entorno, o esporte brasiliense começa aqui.

     

     

     

     

     

     

     

  • Mundial ISF de Triathlon começa na França

    Brasília – Representar o Brasil em uma competição internacional é o sonho que todo atleta carrega ao longo de sua trajetória no esporte. E o pontapé inicial para que isso ocorra, começa justamente na base. Mas no escolar, para que o sonho se torne realidade, além de estudar o atleta precisa se esforçar para estar entre os melhores nas etapas nacionais.

    Realizado na França, o Mundial Escolar de Triathlon revela justamente isto. Capaz de reunir estudantes de diversas nacionalidades, o evento que é promovido pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), está ocorrendo na cidade de Castelnaudary que recebe até o próximo sábado (8), os competidores.

    E o primeiro dia de provas mostrou a garra da delegação brasileira que foi à Europa muito mais que competir, mas também trazer na bagagem a experiência que um evento como este deixa como legado.

    Disputado na Europa, berço desta modalidade, o Mundial ISF de Triathlon não esconde a força da escola europeia, mas também revela a garra dos alunos brasileiros que estão fazendo bonito na competição alcançando posições de destaque.

    Na categoria Seleção Feminina, o Brasil garantiu com a atleta Gabriele Lemos a 5ª colocação com o tempo de 51:53, seguida da também brasileira Giovana Santos, que garantiu o tempo de 51:56. Já no individual masculino o brasileiro Pedro Boff ficou na 7ª colocação, procurando melhorar a sua marca pessoal.

    Espanha e França, por enquanto, seguem ditando o tom no Mundial. Veja abaixo os resultados gerais do primeiro dia de competição.

    FEMININO INDIVIDUAL GERAL:
    c
    12º GABRIELLE LEMOS – BRA – TEMPO: 51:53;
    13º GIOVANNA SANTOS COSTA – BRA – TEMPO: 51:56;
    26º AMANDA MORO – BRA – TEMPO: 55:29;
    50º SOFIA GELATI – BRA – TEMPO: 1:04:28.

    VENCEU A PROVA CANDICE DENIZOT (FRA), COM O TEMPO DE 49:11, SEGUIDA DAS TAMBÉM FRANCESAS CHARLLOTE FAIVRE COM 49:23 E LENA VAILLIER FRANÇOIS COM 50:02.

    FEMININO CATEGORIA SELEÇÃO – 16 ANOS:

    13º AMANDA MORO – BRA – TEMPO: 55:29
    21º SOFIA GELATI – BRA – TEMPO: 1:04:28
    VENCEU A PROVA CATELLE MOURGUES COM 50:20 (FRA), SEGUIDA DE ORYNA BABYCH (UKR) 50:49 E HELENA MORAGAS (ESP) COM 50:56.
    FEMININO CATEGORIA SELEÇÃO – 18 ANOS:
    5º GABRIELLE LEMOS – BRA – TEMPO: 51:53;
    6º GIOVANNA SANTOS COSTA – BRA – TEMPO: 51:56;

    VENCEU A PROVA LENA VAILLIER FRANÇOIS COM 50:02 (FRA), SEGUIDA DE JOSEFINA FLORES (CHI) 51:29 E YEVA MINICH (BLR) COM 51:45.

    MASCULINO INDIVIDUAL GERAL:

    7º PEDRO BOFF – BRA – TEMPO: 46:15;
    10º JOSÉ VIEIRA FELÍCIO – BRA – TEMPO: 46:41;
    29º CAUÃ DINIZ – BRA – TEMPO: 49:28;
    34º JOÃO PEREIRA – BRA – TEMPO: 51:18.

    VENCEU A PROVA IGOR BELLIDO (ESP), COM O TEMPO DE 44:56, SEGUIDO DE BRIAC TENCE (FRA) COM 45:28 E RÉMI FERNANDEZ (FRA) COM 45:42.

    MASCULINO CATEGORIA SELEÇÃO – 16 ANOS:

    10º CAUÃ DINIZ – BRA – TEMPO: 49:28;
    13º JOÃO PEREIRA – BRA – TEMPO: 51:18.

    VENCEU A PROVA JULES RETHORET(FRA) COM O TEMPO DE 46:27, SEGUIDO DE ALEJANDRO RODRIGUEZ (ESP) COM 46:36 E QUENTIN ZUROWSKI (FRA) COM 47:20.

    MASCULINO CATEGORIA SELEÇÃO – 18 ANOS:

    5º PEDRO BOFF – BRA – TEMPO: 46:15;
    6º JOSÉ VIEIRA FELÍCIO – BRA – TEMPO: 46:41.

    VENCEU A PROVA IGOR BELLIDO (ESP), COM O TEMPO DE 44:56, SEGUIDO DE BRIAC TENCE (FRA) COM 45:28 E RÉMI FERNANDEZ (FRA) COM 45:42.

    Jesus Filho
    Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileira do Desporto Escolar
    Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
    Foto: ISF / Divulgação
    E-mail: imprensa@cbde.org.br
    Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
    Bloco F, Brasília – Distrito Federal

  • Conheça as três duplas femininas que irão representar o Estado do RJ no CBE de Vôlei de Praia

    Conheça as três duplas femininas que irão representar o Estado do Rio de Janeiro no Campeonato Brasileiro Escolar de Vôlei de Praia que acontecerá na Cidade de João Pessoa na Paraíba no Período de 20 a 26 de Agosto.

    Anna e Lara - ELITE, Rafaela e Manuela - ELITE e Luiza Garcia e Mayla - CEL (na foto acima) são as três duplas que irão representar o Estado do Rio de Janeiro no Campeonato Brasileiro Escolar de Vôlei de Praia que acontecerá na Cidade de João Pessoa na Paraíba no Período de 20 a 26 de Agosto.

Entre para postar comentários
Top