Esportes eletrônicos: a modalidade que mais cresce no Brasil

O eSports ou esporte eletrônico, vem se popularizando como uma modalidade competitiva. A carga de investimentos de clubes e empresas é cada vez mais evidente, atletas em alto nível de preparo disputam premiações milionárias e o público apaixonado lota arenas ao redor do país.

Oficialmente o eSports é reconhecido de maneira profissional desde 2000. No mesmo ano a Coréia do Sul fundou a World Cyber Games (WCG), evento onde atletas do mundo todo disputavam premiações nos mais diversos jogos eletrônicos, tornando-se pioneira na criação de eventos em escala mundial voltados para o eSports. No Brasil, o primeiro grande campeonato de esporte eletrônico aconteceu em 2012, quando a Campus Party recebeu uma edição da Intel extreme masters (IEM), que reunia os melhores atletas de diversos jogos.

Os campeonatos contam também com narradores e comentaristas em suas transmissões (Foto: Reprodução/Esportsplay)



Desde então o número de competições do cenário nacional cresceu, e hoje canais esportivos como a ESPN, Bandsports, Esporte Interativo e SporTv transmitem as partidas de diversos jogos ao vivo.

Segundo relatório da Newzoo, o Brasil tem 11,4 milhões de espectadores de eSports. O país representa quase a metade da audiência na América Latina, que é de 23,7 milhões, sendo assim o terceiro maior mercado de esportes eletrônicos do mundo, perdendo apenas para China e Estados Unidos.

O mercado atraiu grandes investidores como o ex jogador de futebol Ronaldo Nazário, o ``Ronaldo Fenômeno`` que atualmente é sócio da equipe brasileira CNB e-sports Club. Alguns clubes de futebol também criaram times na modalidade, é o caso de Flamengo, Santos, Corinthians e outros grandes clubes que enxergaram nos esportes eletrônicos uma grande oportunidade de investimento.

Gaming house da equipe brasileira CNB (Foto: Reprodução/CNB)



Os altos investimentos demandam foco e dedicação dos atletas de cada time, algumas organizações implementaram o sistema de gaming house, onde os jogadores dividem uma casa inteiramente para seu treinamento com os demais colegas de equipe.

No cenário regional, um dos maiores expoentes do eSports atualmente é o atleta Wendell Monteiro,18, campeão dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) em 2017 na categoria de Fifa. O atleta é o primeiro representante amazonense de eSports no evento, o estudante de direito nasceu em Brasília e se mudou para Manaus recentemente, em 2016 foi o 4º colocado no Campeonato Brasileiro de FIFA realizado em sua cidade natal.

Wendell Monteiro disputando partida em campeonato presencial (Foto: Arquivo pessoal)



Em entrevista especial ao LabF5, Wendell contou que o cenário brasileiro de eSports ainda necessita de mais incentivo, mas que vem crescendo bastante com jogadores de alto nível, campeonatos bem organizados e boas premiações.

    “Comecei a jogar em 2016, na época jogava torneios que valiam R$ 100, hoje em dia participo de torneios que valem R$ 10.000, podemos ver que existe uma evolução, daqui alguns anos poderá realmente ser um emprego (…) então é algo que me dedico e vou continuar me dedicando” disse Wendell.

O atleta contou também que participar de uma competição representando o Amazonas foi uma experiência especial e que o título inédito marcou sua carreira como jogador. Em 2018 Wendell competirá novamente no JUBs e espera trazer mais um título para o estado.

Autor: Lucas Henrique
20 • AM Estudante de Jornalismo - Fonte: medium.com

 

 

 

 

 

Ler 189 vezes Última modificação em Quinta, 15 Agosto 2019 02:29
Marcado sob
JKAwebmaster

E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Entre para postar comentários
Top