SP: Temáticos de artes marciais e tênis discutem parceria para 2020

Aconteceu neste último dia 13 de Agosto, no Auditório A do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), um bate-papo do secretário municipal de Esportes e Lazer, Carlos Bezerra Jr., com professores e coordenadores dos temáticos de karatê, kung fu, tai chi chuan, tênis e taekwondo. Além da troca de informações com os representantes esportivos, foi discutido o reestabelecimento do convênio de parceria com os temáticos, previsto para 2020.

Coordenadores esportivos agradeceram a oportunidade do encontro com o secretário que, por sua vez, destacou que os trabalhos de revitalização nos clubes já começaram. A meta é revitalizar 70% dos clubes.

O secretário enfatizou a importância de dar voz às entidades e ressaltou que ouvir as dificuldades de quem está nas pontas é essencial para que haja melhorias nas comunidades. "Nossa missão conjunta é fazer com que o esporte seja, de fato, essa ferramenta de transformação e de inclusão social", concluiu.


Texto: Gustavo Morais - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Foto: Carlinhos Araújo - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fonte: www.prefeitura.sp.gov.br

Ler 227 vezes Última modificação em Sábado, 17 Agosto 2019 19:04
JKAwebmaster

E-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Itens relacionados (por marcador)

  • CBDE aprova comenda do Mérito Esportivo Escolar Cruz Mitidieri, maior honraria do desporto escolar nacional

    Brasília – Em reconhecimento a união de esforços de personalidades que marcaram a história do esporte estudantil nacional, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), aprovou nesta segunda-feira (25), por unanimidade, durante reunião virtual de seu Conselho Administrativo, a criação da Comenda do Mérito Esportivo Escolar Cruz Mitidieri. Por iniciativa do presidente Antônio Hora Filho, o título homenageia personalidades que contribuíram pelo fortalecimento da base esportiva do Brasil e que até hoje trabalham pelo desenvolvimento da entidade e do desporto.

    O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD-SE), autor do projeto de lei que cria o dia do Desporto Escolar Nacional, em tramitação no senado e uma das vozes do segmento na presidência da Comissão do Esporte na Câmara Federal, é um deles. Outro nome que ficará eternizado em nossa história é o do ex-ministro do Esporte, Leandro Cruz, que no auge da Medida Provisória 841 editada pelo ex-presidente Michel Temer, trabalhou de forma incansável pela reedição da MP que à época destinava os recursos do esporte para o extinto fundo nacional de segurança pública.



    A Comenda do Mérito Esportivo Cruz Mitidieri terá três honrarias: Emérito, Benemérito Rabelo, que homenageia também o ex-deputado federal, Eugênio Rabelo (PP-CE), e grão-benemérito Cruz Mitidieri, formando assim a maior honraria do desporto escolar nacional.

  • Solenidade de Posse da Presidência e do Conselho Administrativo Fiscal da CBDE - 2020

    Vídeo: Solenidade de Posse da Presidência e do Conselho Administrativo Fiscal da CBDE - 2020

    Vídeo: Solenidade de Posse da Presidência e do Conselho Administrativo Fiscal da CBDE - 2020

  • Confederação Brasileira do Desporto Escolar comemora 20 anos de fundação

    Brasília – Hoje é um dia especial para todos que fazem a engrenagem do esporte estudantil no Brasil. Há exatos 20 anos, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), era fundada com o objetivo de qualificar, incentivar e, acima de tudo, difundir o segmento fazendo a diferença na vida de milhares de jovens de escolas públicas e particulares que desde então fazem a nossa história acontecer.

     

     

    O início desse sonho partiu das mãos de Heleno Lima, primeiro presidente da entidade antes mesmo de sua fundação. Com a necessidade de se criar um órgão específico do desporto escolar no país, à época as coisas não eram fáceis, mas todo seu empenho e dedicação foram de fundamental importância para o que antes era apenas um sonho, pudesse se tornar realidade.

    Com foco na realização de competições escolares no Brasil e na participação em torneios internacionais, ser um estímulo na formação do cidadão fazendo com que a sua iniciação esportiva seja de fundamental importância na construção de uma sociedade justa com mais oportunidades e menos desigualdade social, sempre foram os principais pilares da CBDE desde a sua fundação.

    De 2000 até então, a Confederação Brasileira do Desporto Escolar protagonizou diversos momentos épicos no esporte brasileiro, como em 2013, quando pela primeira vez no Continente Americano, sediou a maior competição escolar do mundo, a Gymnasíade, realizada pela Federação Internacional do Desporto Escolar (ISF), cujo a CBDE é a única entidade brasileira filiada. O evento aconteceu em Brasília-DF, reunindo milhares de estudantes de todo o planeta na capital federal.

    Registro histórico durante o Seminário Nacional do Desporto Escolar realizado no ano passado, em Brasília: Antônio Hora Filho (presidente da CBDE), Heleno Lima (ex-presidente da CBDE), Robson Aguiar (vice-presidente da ISF) e Sérgio Rufino (ex-presidente da CBDE). Foto: Arquivo CBDE

    Além de aquecer a economia das cidades-sede em que nossas competições foram realizadas ao longo da história e promover o conhecimento através do esporte proporcionando que o jovem possa conhecer pessoas e lugares, essa atmosfera até hoje tem feito a diferença na vida do estudante brasileiro que volta para a casa com a bagagem cheia de conhecimento e boas histórias para contar.

    O trabalho vencedor realizado pela Confederação Brasileira do Desporto Escolar no Brasil, consolida não só a gestão por excelência do professor sergipano Antônio Hora Filho à frente da entidade, como a importância de nossas federações filiadas que em seus estados seguem esse mesmo modelo de atuação priorizando a responsabilidade com a coisa pública com foco no fortalecimento da base esportiva em nosso país.

    Ascom – Confederação Brasileira do Desporto Escolar

  • Utilidade: Com obras retomadas, Prefeitura de SP diz que pista de atletismo do Centro Olímpico será entregue nesse ano

    Da assessoria da Prefeitura SP - Falta pouco para a reforma da pista de atletismo do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP) ser concluída. A previsão é que, antes do final de 2019, o espaço já esteja apto para receber os noventa atletas do COTP e para a prática da modalidade.

    A pista será uma referência para o atletismo no Brasil. Além de estar dentro de um complexo que abriga dez modalidades de alto rendimento, o espaço receberá a certificação mais alta da Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), a Classe 1. É possível contar nos dedos de uma só mão quantas pistas existem no país com esse grau de excelência – a do Centro Olímpico será a quinta. “Aqui poderão ser promovidos eventos internacionais, e uma coisa muito interessante é que, se baterem um recorde, esse resultado será reconhecido”, afirma Roberto Patini, diretor comercial da Resinsa, empresa especializada em construções esportivas e responsável pela reforma. Na quarta-feira, 24, o secretário municipal de Esportes e Lazer Carlos Bezerra Jr. vistoriou as obras que acontecem no complexo e pôde conversar com os responsáveis.

    A largada da reforma foi dada no final de outubro do ano passado após assinatura da ordem de serviço, mas foi paralisada no mês seguinte. Após um longo tempo de espera, os trabalhos foram retomados na primeira semana de julho e estão a todo vapor. Agora, está em execução o asfaltamento da pista, uma das partes mais delicadas segundo Marcos Bassi, diretor responsável pelas obras. “Devemos concluir o asfalto em trinta dias, depois há um período de exsudação (fenômeno em que a água leva o cimento até a superfície) em que nós não podemos aplicar o piso sintético, senão ele pode soltar”, explica, informando ainda que o tempo deste processo varia de acordo com as condições climáticas, mas dura cerca de 20 dias.

    O investimento total na reforma chegou aos R$ 3,8 milhões, verba destinada pelo Governo Federal. A gestão do prefeito Bruno Covas trata a entrega das obras como uma de suas prioridades. Carlos Bezerra Jr. destaca a importância da pista para a modalidade. “Isso tem um impacto direto para os atletas que já estão aqui, mas especialmente para as novas oportunidades que surgirão a partir da modernização desse espaço. Um ganho para o esporte em São Paulo e, especialmente, para a possibilidade do esporte funcionar cada vez mais como ferramenta de inclusão social”, reitera.

    Texto: Guilherme Guidetti - gguidetti@prefeitura.sp.gov.br
    Fotos: Pérola Stewart - pstewart@prefeitura.sp.gov.br

Entre para postar comentários
Top